segunda-feira, 11 de outubro de 2021

Fiocruz seleciona voluntários para testar novo remédio para prevenção da Covid-19; saiba como participar


Molnupiravir é produzido pela farmacêutica MSD e está na fase final de testes para comprovar sua eficácia. Voluntários precisam morar com alguém que testou positivo para a doença nas últimas 72 horas.


A Fiocruz começa a realizar, a partir desta segunda-feira (11), um estudo com um medicamento que pode ser mais uma arma contra a covid-19. Ele não substitui a vacina, mas, se aprovado, vai ajudar na prevenção da doença.

Para realizar o estudo, a Fiocruz abriu inscrições para que voluntários possam testar o novo medicamento promissor. Esta é a chamada fase 3 da pesquisa, uma importante etapa que vai avaliar como a substância age no corpo humano.

O medicamento em estudo é chamado de molnupiravir, um antiviral que pode evitar a replicação do coronavírus no organismo. Os estudos feitos até agora indicam que a substância impede o desenvolvimento da doença.

“Os resultados com esse antiviral usado anteriormente para tratamento de casos foram muito animadores. Então, por isso, nós estamos muito confiantes que ele possa ser usado como profilaxia de doença”, disse a médica infectologista Dra. Margareth Dalcomo, que é uma das coordenadoras do estudo.

Os resultados do estudo desenvolvido pela Fiocruz devem ser apresentados em seis meses. A fundação é responsável por dois dos sete centros de pesquisa do Brasil que fazem a pesquisa com o medicamento da farmacêutica MSD.

A ideia é acompanhar 30 voluntários, que serão divididos em dois grupos. Um grupo tomará o medicamento, o outro irá receber um placebo (medicamento sem qualquer principio ativo, ou seja, sem eficácia).

Saiba como participar do estudo

O objetivo do estudo é avaliar o uso de molnupiravir como profilaxia pós-exposição por pessoas que foram expostas ao vírus, ou seja, que residem com uma pessoa que testou positivo para covid-19 nas últimas 72 horas e estão sem apresentar sintomas associados à doença.

O tratamento consiste no uso do medicamento, por via oral, duas vezes ao dia, durante cinco dias consecutivos.

Para poder se candidatar, é necessário:

ter, no mínimo, 18 anos de idade;

não ter tomado a vacina contra covid-19 ou ter recebido apenas uma dose do imunizante nos últimos 6 dias;

morar com alguém que testou positivo para covid-19 nas últimas 72 horas e apresenta pelo menos um sintoma da doença como febre, tosse ou perda do paladar ou do olfato;

não estar hospitalizado.

Os interessados em ser voluntários no estudo da Fiocruz podem acessar a página da farmacêutica MSD (www.msd.com.br/estudo013/) ou entrar em contato, entre as 8h e as 17h, com as coordenadoras de estudo por meio dos telefones (021) 97347-0389, (021) 2448-6879 ou 2448-6846.

Matéria do G1 / Rede Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário