quarta-feira, 29 de setembro de 2021

Garimpo contra a fome: sem comida, moradores do Rio recorrem a restos de ossos e carne rejeitados por supermercados


Pouco após as 10h, o caminhão estaciona na Glória, Zona Sul do Rio. Minutos depois, a fila se forma. É que já havia gente esperando o veículo, que recolhe ossos e pelancas de supermercados da cidade. Sensibilizados, motorista e ajudante da empresa doam ali toda terça e quinta parte do que foi recolhido. Diante do desemprego — que ficou em 14,1% no segundo trimestre de 2021, atingindo 14,4 milhões de brasileiros — e da inflação galopante — que com a prévia deste mês chegou a 10,05% no acumulado em 12 meses, ultrapassando os dois dígitos pela primeira vez desde fevereiro de 2016 —, é a esperança daquelas pessoas de encontrarem um pedaço de carne para matar a fome.


Uma vez por semana, a desempregada Vanessa Avelino de Souza, de 48 anos, que mora nas ruas do Rio, caminha até o ponto de distribuição. Com paciência, separa pelanca por pelanca, osso por osso em busca de algo melhor para pôr na sacola. — A gente limpa e separa o resto de carne. Com o osso, fazemos sopa, colocamos no arroz, no feijão... Depois de fritar, guardamos a gordura e usamos para fazer a comida — explica Vanessa, que lamenta não conviver com os cinco filhos.— Não tenho como cuidar deles. Por isso, eles são criados pela minha mãe. Não temos quase nada. O que temos é de doações. Lá, pelo menos, eles têm um pouco de dignidade.

Na fila da fome, Vanessa não está só. Outras mulheres, homens e jovens se amontoam em busca do restolho da carne e dos ossos. A pobreza extrema, que leva pessoas a garimpar restos, foi acentuada no Brasil durante a pandemia de Covid-19. Levantamento da Rede Brasileira de Pesquisas em Segurança Alimentar e Nutricional mostrou que mais de 116,8 milhões de pessoas vivem hoje sem acesso pleno e permanente a alimentos. Dessas, 19,1 milhões (9% da população) passam fome, vivendo “quadro de insegurança alimentar grave”. Os números revelam um aumento de 54% no número de pessoas que sofrem com a escassez de alimentos se comparado a 2018.

Mãe de 5 e avó de 12, Denise da Silva, de 51 anos, ficou viúva recentemente. Agora, está sozinha na luta para alimentar a família. Duas vezes por semana, sai de São João de Meriti, na Baixada, onde mora, em busca das pelancas. De trem, percorre quase 33km até a Central. Sem poder pagar outra passagem, caminha outros 3km até a Glória.

— Não vejo um pedaço de carne há muito tempo, desde que a pandemia começou. Esse osso é a nossa mistura. Levamos para casa e fazemos para os meninos comerem. Sou muito grata por ter isso aqui — conta.
Irmã de Denise, a desempregada Sheila Fernandes da Silva, de 43 anos, também busca restos de carne. Ela mora numa ocupação no Centro do Rio e divide o que recolhe com o filho, que também não tem emprego. Dá apenas para dois dias: — Você não sabe a alegria quando o caminhão chega aqui. É a certeza que teremos algo diferente para dois dias.

A fome nossa de cada dia, triste rotina

Karlinca de Jesus, de 48 anos, é capixaba. Na esperança de dias melhores, veio para o Rio em 2018. Mas o sonho não se realizou e hoje ela vive com o companheiro na rua, no entorno do Monumento aos Pracinhas, no Aterro, perto de onde o caminhão da pelanca estaciona: — Pego aqui há uns seis meses às terças. É uma ajuda e tanto! Pego, levo e salgo. Durante a semana, vou fazendo para a gente. Na rua é tudo muito difícil. Várias vezes, a gente passa fome.

Luis Vander, de 39 anos, que mora nas calçadas da Glória, pega a sua parte enquanto ajuda a organizar a entrega. — Acho que umas dez pessoas comem do que levo — conta. Ontem, cerca de 12 pessoas recolhiam os ossos quando chegou Adailton da Silva, de 33 anos, com seu carrinho de mão. Era sua primeira vez. Os mais experientes o ajudaram a retirar sua parte: — Um rapaz me disse que aqui eles doam osso. Vou tentar tirar um pouco dessa carne e fritar. O restou vou fazer gordura. O óleo está muito caro.


"Pediam para o cachorro. Hoje, é para comer"

Nascido em Além Paraíba, interior de Minas Gerais, o motorista do caminhão, José Divino Santos, de 63 anos, conta que, nos últimos meses, aumentou o número pessoas pedindo ossos e restos de sebo.

- Tem dias que chego aqui e tenho vontade de chorar. Um país tão rico não pode estar assim. É muito triste as pessoas passarem por essa situação. O meu coração dói. Antes, as pessoas passavam aqui e pediam um pedaço de osso para dar para os cachorros. Hoje, elas imploraram por um pouco de ossada para fazer comida. Duas ou três pessoas em situação de rua passavam aqui e levavam. Hoje, tem dia que tem umas 15 pessoas – narra José Divino.
Ele lembra ainda que os restos seguem para uma fábrica no bairro Santa Rita, em Nova Iguaçu. Lá, parte do material vira ração para animais e a outra — a gordura — é utilizada para fazer sabão em barra. — Às vezes, está meio estragado, a gente fala, mas as pessoas querem assim mesmo — conta sem conter as lágrimas.

Jornal Extra

terça-feira, 28 de setembro de 2021

Petrobrás reajusta diesel, e alta acumulada já chega a 51% neste ano


Aumento de 8,9% entra em vigor na quarta. Anúncio ocorre um dia após presidente da empresa dizer que não vai mudar política de preços. Má gestão econômica e desvalorização do Real são principais motivos para os constantes aumentos dos combustíveis. 


RIO — Após 85 dias com preços estáveis, a Petrobras anunciou reajuste no preço do diesel para as distribuidoras a partir de quarta-feira. O preço médio de venda passará de R$ 2,81 para R$ 3,06 por litro, ou seja, um reajuste de 8,9%. Neste ano, o diesel acumula alta de 51%.

E a pressão sobre os preços deve continuar, diante de novo aumento do barril de petróleo no  mercado internacional. A cotação alcançou o maior patamar em três anos. Não à toa, o Banco Central já está prevendo que a inflação no Brasil vai superar a meta também no ano que vem, a exemplo do que ocorrerá este ano.  

O anúncio ocorre um dia após o presidente da Petrobras convovar uma entrevista coletiva às pressas para explicar a composição do preço dos combustíveis e assegurar que a empresa não mudará sua política de preços.

Nesta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro disse que um dos fatores que vêm pressionando a inflação são os combustíveis e culpou a política de preços da Petrobras por isso,embora também costume atribuir a alta da gasolina e do diesel ao ICMS cobrados pelos estados.

 Em resposta, o presidente da Petrobras, Joaquim Luna e Silva, explicou que a estatal fica com cerca de R$ 2 do preço final da gasolina, por exemplo.

O novo valor do diesel, que passará a R$ 3,06 a partir de amanhã, é o que será cobrado das refinarias. O preço final na bomba depende de tributos e de ganhos das distribuidoras.

Petróleo a US$ 80 o barril

Em nota, a Petrobras disse que a parcela da companhia no preço final passará a ser de R$ 2,70 por litro em média. Ou seja: uma variação de R$ 0,22.

De acordo com o comunicado, esse ajuste é importante para garantir que "o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras''.

A estatal atribui a alta do diesel ao petróleo e dólar mais caros. Nesta terça-feira, o barril de petróleo tipo Brent, referência global, ultrapassou a marca de US$ 80, alcançando o maior valor em três anos.

O preço dos combustíveis têm sido um dos vilões da inflação, que já passa de 10% em 12 meses, segundo dados do IPCA-15, espécie de prévia do indicador. E a alta de preços tende a ser um fenômeno persistente. Hoje, o Banco Central revisou suas projeções de inflação para 2022 3,7%, acima do centro da meta.

Evolução dos preços

Diesel (nas refinarias, por litro)

01/01  R$ 2,02

26/01  R$ 2,12

08/02  R$ 2,24

18/02  R$ 2,58

01/03  R$ 2,71

08/03  R$ 2,86

24/03  R$ 2,75

09/04  R$ 2,66

15/04  R$ 2,76

30/04  R$ 2,71

05/07  R$ 2,81

28/09  R$ 3,06

Suspeito de passar a mão no corpo de ciclista é preso no Paraná


Assista o vídeo - Jovem ficou ferida após cair de bicicleta ao ser vítima importunação sexual em Palmas; câmera registrou carro se aproximando e passageiro tocando a ciclista enquanto pedalava.


O homem suspeito de passar a mão em uma ciclista enquanto ela pedalava, em Palmas, na região sul do Paraná, foi preso nesta terça-feira (28), segundo a Polícia Civil. A vítima ficou ferida após cair na rua ao ser vítima da importunação sexual.


O caso aconteceu no domingo (26) e foi registrado por uma câmera de monitoramento.
Nas imagens é possível ver o momento em que um carro se aproximou da ciclista e, na sequência, o carona passou a mão no corpo dela. Com isso, a vítima caiu no chão. Os envolvidos saíram com o carro em seguida. Veja o vídeo acima.

Após o ocorrido, a vítima Andressa Lustosa registrou um boletim de ocorrência e procurou pelas câmeras de monitoramento na região para entender o que havia acontecido.
Ainda conforme a Polícia Civil, no carro estavam quatro pessoas no momento do crime. Todos foram identificados.
Em entrevista ao Encontro, Andressa disse que percebeu que o acidente aconteceu porque tinha sido tocada pelo suspeito. Ela publicou as imagens nas redes sociais e pediu ajuda da população para identificar os envolvidos.


"Eu acho que está na hora de alguém tomar uma atitude. A gente não está aguentando mais esse tipo de situação. É humilhante nós mulheres não podermos sair na rua para fazer uma atividade física. Você não pode sair na rua por medo. O que é isso? Em pleno século XXI, é triste. Não é normal isso", disse.

A estudante disse que está bem, mas ficou com alguns ralados.
Conforme a Polícia Civil, a princípio, o caso é investigado como importunação sexual e lesão corporal.

Andressa prestou depoimento à polícia, e fará exame de corpo de delito por causa das lesões.

"Alguém tem que parar esses agressores, esses abusadores, eles têm que entender que eles vieram de uma mulher, eles têm que respeitar. Já passou dos limites, é uma situação degradante para qualquer uma. Eu sei que hoje em dia muita mulher sofre e nem fala. E se não tivesse uma câmera para filmar, como é que eu ia provar o que aconteceu? Eu nem ia saber que o cara passou a mão em mim", disse a vítima.

Andressa ficou com ralados pelo corpo após cair da bicicleta, em Palmas — Foto: Arquivo pessoal

segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Polícia Civil abre inscrições para concurso público com 350 vagas


Editais do concurso PC RJ 2021 são publicados com 350 vagas para áreas de Necropsia, Investigação e Perícia. Também foram abertas as inscrições para Delegado com 50 vagas. Confira todos os detalhes!


A Secretaria de Polícia Civil do Rio de Janeiro publicou nesta quinta-feira, 23, mais seis editais do concurso PC RJ 2021. A oferta é de 350 vagas para todos os níveis de escolaridade. Os salários iniciais chegam a R$9 mil. As inscrições foram abertas nesta segunda, 27.

Confira a distribuição das vagas por cargo e nível de escolaridade: 

  • Auxiliar de necropsia - 10 vagas (nível fundamental; R$4.606,29);
  • Técnico de necropsia - 10 vagas (nível médio; R$5.165,75);
  • Investigador - 200 vagas (nível médio; R$5.840,37);
  • Inspetor - 100 vagas (nível superior em qualquer área; R$6.380,29);
  • Perito criminal - 5 vagas (nível superior em Engenharia Civil, Engenharia Mecânica e Química; R$9.924,06);
  • Perito legista - 25 vagas (nível superior em Medicina; R$9.924,06).

Há reserva para pessoas com deficiência, negros, índios e candidatos com hipossuficiência econômica. O regime de trabalho será de 40 horas por semana. 

Apenas as carreiras de investigador e inspetor também exigem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B, no mínimo. A comprovação da idade (18 anos completos, pelo menos) e da CNH ocorrerá na data de matrícula do curso de formação. 

Isso porque, durante o curso, o candidato manuseará armas de fogo e poderá receber instruções que, por sua natureza, demandem a condução de viatura policial. Os demais requisitos (como a comprovação do nível de escolaridade) deverão ser feitos na posse. 

O quantitativo de vagas imediatas (350) está fixado no Decreto 47.585, de abril de 2021.

Porém, no decorrer do prazo de validade, mais postos poderão ficar aptos a preenchimento, mediante aposentadorias, mortes, exonerações e outros desligamentos em geral.

Sendo assim, a Polícia Civil fluminense deverá aproveitar os aprovados em cadastro de reserva. Essa lista poderá ter mais de 2.200 aprovados.



Concurso PC RJ tem inscrições abertas

As inscrições para todos os cargos foram abertas nesta segunda-feira, 27 de setembro e serão aceitas até 26 de outubro, pelo site da Fundação Getulio Vargas (FGV) , banca organizadora da seleção.

O primeiro passo será preencher o formulário com todos os dados solicitados. Em seguida, gerar o boleto e pagar a taxa de:

  • Auxiliar de Necropsia - R$70;
  • Técnico de Necropsia - R$100;
  • Investigador Policial - R$100;
  • Inspetor de Polícia - R$150.
  • Perito Legista - R$200;
  • Perito Criminal - R$200.

O pagamento poderá ser efetuado até as 16h de 27 de outubro. Poderão solicitar a isenção da taxa: membros de famílias de baixa renda, inscritos no programa CadÚnico; doadores regulares de sangue. 

Para isso será necessário completar requerimento específico de 27 a 29 de setembro, pelo portal da FGV, além de enviar a documentação comprobatória das condições. 

Atenção! Será possível se inscrever para mais de um cargo, desde que a data das provas objetivas não coincida . Para isso, o participante deve apresentar os requisitos necessários para cada carreira. 



Candidatos passarão por diferentes etapas

concurso Polícia Civil RJ será dividido em duas fases. A primeira será composta por prova objetivas de conhecimentos, teste de capacidade física, exame psicotécnico e exame médico.

Para todas as carreiras, a segunda etapa do concurso será o curso de formação profissional, realizado na Academia Estadual de Polícia Sylvio Terra (Acadepol), além de prova de investigação social. 

Prova objetiva: 

Os candidatos deverão responder a questões de múltipla escolha sobre Conhecimentos Básicos e Específicos.  As datas das provas objetivas são: 

  • Perito criminal: 5 de dezembro de 2021;
  • Perito legista: 5 de dezembro de 2021;
  • Auxiliar de necropsia: 23 de janeiro de 2022;
  • Inspetor: 30 de janeiro de 2022;
  • Técnico de necropsia: 6 de fevereiro de 2022;
  • Investigador: 13 de fevereiro de 2022.

Os editais preveem que as avaliações ocorram no município do Rio de Janeiro, podendo ser realizadas também na Região Metropolitana, de acordo com a disponibilidade e capacidade dos locais.

Em função da pandemia da Covid-19, será obrigatório o uso de máscara de proteção facial. Confira os detalhes das provas de cada cargo a seguir: 

Auxiliar de necropsia

Para auxiliar de necropsia, as provas objetivas terão 60 questões, das quais 30 sobre Conhecimentos Gerais (20 de Língua Portuguesa e 10 de Matemática) e 30 de Conhecimentos Específicos (Noções Básicas de Biologia e Anatomia Humanas, Noções de Prova no Processo Penal e Noções de Direito Administrativo). 

Será aprovado quem obtiver o mínimo de 50% de pontos em cada um dos módulos. Serão convocados para a prova de capacidade física os 100 candidatos com as melhores pontuações na objetiva. 

Técnico de necropsia

As provas objetivas serão compostas por 60 questões, sendo 20 de Conhecimentos Gerais (Língua Portuguesa) e 40 de Conhecimentos Específicos (Anatomia e Fisiologia Humanas, Noções de Prova no Processo Penal e Noções de Direito Administrativo). 

Será aprovado quem obtiver o mínimo de 50% de pontos em cada um dos módulos. Serão convocados para a prova de capacidade física os 100 candidatos com as melhores pontuações na objetiva. 


Investigador

Os exames objetivos terão 100 questões, das quais 30 de Língua Portuguesa, 60 de Noções de Direito (Penal, Processual Penal, Administrativo e Constitucional) e 10 de Conhecimentos Básicos de Informática.

Será aprovado quem obtiver o mínimo de 50% de pontos em cada um dos módulos. Serão convocados para a prova de capacidade física os 1.000 candidatos com as melhores pontuações na objetiva. 

Inspetor

A prova para inspetor será composta por 100 questões de múltipla escolha, sendo 30 de Língua Portuguesa, 60 de Conhecimentos Específicos (Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Penal e Leis Especiais, Direito Processual Penal) e 10 de Conhecimentos Básicos de Informática. 

Será aprovado quem obtiver o mínimo de 50% de pontos em cada um dos módulos. Serão convocados para a prova de capacidade física os 500 candidatos com as melhores pontuações na objetiva. 

Perito criminal

Para perito criminal, as provas terão 100 questões de múltipla escolha. Ao todo, serão 30 de Língua Portuguesa, 50 de Conhecimentos Específicos (observado o conteúdo programático de cada especialidade - Anexo I do edital) e 20 de Noções de Direito.

Será aprovado quem obtiver o mínimo de 50% de pontos em cada um dos módulos. Serão convocados para a prova de capacidade física os 200 candidatos com as melhores pontuações na objetiva. 

Perito legista 

Por fim, as provas objetivas para perito legista apresentarão 100 questões, sendo 30 de Língua Portuguesa, 50 de Conhecimentos Específicos de Medicina e 20 de Noções de Direito.

Será aprovado quem obtiver o mínimo de 50% de pontos em cada um dos módulos. Serão convocados para a prova de capacidade física os 300 candidatos com as melhores pontuações na objetiva. 

Prova de capacidade física:

Na prova de capacidade física, serão cobrados os exercícios de: 


       °   Flexão de cúbitos (braços);
  • Flexão abdominal;
  • Corrida de velocidade;
  • Corrida de resistência. 

A metragem e o tempo serão diferentes para homens e mulheres, conforme os editais. Ainda não há data definida para essa etapa, que será realizada apenas no município do Rio de Janeiro.

Para esta fase a PC RJ convocará pelo menos 2.200 aprovados. Isso considerando a classificação limite para cada carreira, prevista em edital. Os aprovados nesta e nas demais etapas, além das 350 vagas imediatas, formarão um cadastro de reserva. 

Veja a quantidade de aprovados por cargo:

  • Auxiliar de necropsia - 100 aprovados convocados para o TAF
  • Técnico de necropsia - 100 aprovados convocados para o TAF
  • Investigador - Mil aprovados convocados para o TAF
  • Inspetor - 500 aprovados convocados para o TAF
  • Perito criminal - 200 aprovados convocados para o TAF
  • Perito legista - 300 aprovados convocados para o TAF
  • Total - 2.200 aprovados convocados para o TAF

Exame Psicotécnico:

O Exame Psicotécnico consiste em um processo sistemático, de levantamento e síntese de informações, com base em procedimentos científicos que permitem identificar aspectos psicológicos do candidato compatíveis com o desempenho das atividades e profissiografia do cargo. 

Nessa etapa será feita uma análise objetiva e padronizada de características cognitivas, emocionais, de personalidade e motivacionais do candidato, podendo ser aplicado coletivamente.

Para tanto, poderão ser utilizados testes, questionários ou inventários aprovados pelo Conselho Federal de Psicologia e realizados por psicólogos registrados no Conselho Regional de Psicologia. Essa etapa ocorrerá apenas no município do Rio de Janeiro. 

Desta análise resultará o parecer dos seguintes resultados:

  • APTO - candidato apresentou, no momento atual de sua vida, perfil psicológico compatível com o perfil do cargo pretendido;
  • INAPTO - candidato não apresentou, no momento atual de sua vida, perfil psicológico compatível com o perfil do cargo pretendido;
  • EXCLUÍDO - candidato não compareceu ao Exame Psicotécnico.

Exame médico: 

O Exame Médico busca aferir a saúde e a capacidade dos candidatos para suportar física e organicamente as exigências do Curso de Formação Profissional (CFP) e das atribuições do cargo.

Os concorrentes deverão providenciar, às suas despesas, os exames e atestados datados há no máximo 90 dias para realização da etapa:

  • Hemograma completo + VHS;
  • Glicose, ureia e creatinina;
  • VDRL;
  • Urina - EAS;
  • Eletroencefalograma com laudo;
  • Eletrocardiograma com laudo para candidatos acima dos 40 anos;
  • Exame oftalmológico completo;
  • Esquema vacinal antitetânico atualizado;
  • Raio X de tórax PA e perfil, com laudo;
  • Atestado médico (original) de que o candidato está apto a exercer as atividades do cargo. 

Curso de formação:

O curso de formação profissional é realizado na Academia Estadual de Polícia Sylvio Terra (Acadepol), no Centro do Rio de Janeiro. Ele é compreendido como uma etapa do concurso, de caráter eliminatório.

Portanto, é possível que um candidato seja eliminado durante o curso, que dura de três a seis meses. Ao todo, serão ministradas 840 horas/aula entre disciplinas teóricas e práticas.

Enquanto durar o curso de formação profissional, o candidato receberá bolsa-auxílio correspondente a 80% do valor do vencimento da classe inicial do cargo, sem incidência de descontos previdenciários.

Em entrevista a diretora da Acadepol informou que a previsão é que os classificados para algumas carreiras já iniciem o curso de formação profissional em 2022.

“A gente acredita que ano que vem, algumas carreiras estejam em formação na Academia de Polícia Civil”.

Os aprovados no curso de formação serão convocados para posse. O prazo de validade do concurso será de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período. 

PC RJ ainda realiza concurso com 50 vagas de delegado

A Secretaria de Polícia Civil do Rio de Janeiro também realiza novo concurso para delegados. O edital para essa carreira foi publicado no último dia 13 de setembro. 

A oferta é de 50 vagas imediatas mais cadastro de reserva para delegado, que tem como exigência o ensino superior completo em Direito. As remunerações iniciais são de R$18.747,95. 

As inscrições já estão abertas. Os interessados poderão se candidatar até 11 de outubro, pelo  site do Cebraspe , organizador do concurso. A taxa é de R$250. 

O concurso PC RJ para delegado terá as seguintes etapas: Prova objetiva preliminar; Prova discursiva específica; Prova oral; Exame Psicotécnico; Prova de Capacidade Física e Exame Médico. 

A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, está prevista para o dia 12 de dezembro. A aplicação será realizada no município do Rio de Janeiro. Confira os detalhes aqui!

No decorrer de cinco horas, os candidatos deverão responder a 100 questões, distribuídas entre as disciplinas de: 

  • Direito Penal - 20 questões; 
  • Direito Processual Penal - 20 questões; 
  • Direito Administrativo - 20 questões; 
  • Direito Constitucional - 20 questões; 
  • Direito Civil - 10 questões; 
  • Medicina Legal - 10 questões.
Fonte : Folha Dirigida

Van de passageiros cai em canal em tentativa de roubo em Santa Cruz


Acidente foi na Avenida Padre Guilherme Decaminada. Não havia informações sobre vítimas.

Uma van de passageiros caiu em um canal em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, na madrugada desta segunda-feira (27). Segundo o motorista, ele estava fugindo de assaltantes.

Às 7h15, o Globocop da Rede Globo flagrou o veículo com as rodas para o alto ao lado da Ponte Branca, na Avenida Padre Guilherme Decaminada. Na lateral da van, estava escrito Condomínio-Santa Cruz.

Ao Bom Dia Rio, o Corpo de Bombeiros informou que nenhum quartel havia sido acionado para essa ocorrência.

A Avenida Padre Guilherme Decaminada liga o centro de Santa Cruz à Avenida Brasil, que cruza as zonas Oeste e Norte rumo ao Centro do Rio.


Van cai em canal de Santa Cruz

sábado, 25 de setembro de 2021

Polícia prende dois ladrões de celulares em Itaguaí


Policiais do 24°BPM receberam denúncia após serem acionados por uma vítima de roubo de celular. Os PMs com as coordenadas conseguiram deter dois elementos, sendo arrecadado com eles 05 celulares. Após o flagrante eles foram conduzidos para 50DP e foram reconhecidos pela vítima, permanecendo presos.

 Um dos celulares foi devolvido para seu proprietário. Os mesmos também estavam de posse de um simulacro de Pistola.

Contem com o 24° BPM!!!
.
.
☎️ Disque Denúncia: 
(21) 971347838 Whatsapp
(21) 2779-9863

A sua colaboração é fundamental

sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Sábado de vacinação para cães e gatos em Itaguaí


A Prefeitura de Itaguaí realiza, amanhã sábado (25/09), das 9h às 15h, mais uma etapa da vacinação contra a raiva animal.  Não importa se é cão ou gato, a vacina é muito importante. Fique atento aos locais onde os agentes da Vigilância Ambiental em Saúde estarão disponibilizando as doses. A vacina antirrábica é obrigatória, sendo eficaz na prevenção de enfermidade, fundamental para manter os animais saudáveis. 


terça-feira, 21 de setembro de 2021

Pescadores viram noite no mar após naufrágio de barco em Sepetiba

 


Dupla foi resgatada na manhã desta terça-feira por pescadores e bombeiro reformado. Assista o vídeo do resgate:


Dois pescadores foram resgatados na manhã desta terça-feira (21) após passarem a noite no mar na Baía de Sepetiba, no Rio de Janeiro, em virtude do naufrágio da embarcação em que estavam. Eles foram salvos por um pescador e um bombeiro reformado que avistou o colete de um dos homens.


Assista:



Com R7

Videos - Ventos fortes assustam moradores da Ilha da Madeira

 



Altas ondas ocorreram na praia da Ilha da Madeira. Frente fria que está chegando, esta trazendo fortes ventos a todo o estado do Rio de Janeiro. 





Uma frente fria prevista para a maioria dos municípios do estado do Rio de Janeiro está trazendo fortes ventos. Em Itaguaí não foi diferente. Vídeos enviados ao nosso blog, mostram as rajadas de ventos que atingiram e assustaram na Ilha da Madeira. Assista:













 
A chegada dessa frente fria, vai fazer despencar a temperatura e pode trazer chuvas fortes para todo o estado do Rio. 

A Defesa Civil de Itaguaí alerta para o risco de chuvas moderadas a intensas para a cidade.


Vídeos enviados por moradores 

Alerj entra em acordo com o governo e aprova reajuste retroativo a 2017 a servidores


Projeto autoriza o Executivo a conceder reposição salarial e desobriga o pagamento em período de calamidade financeira. Aumento salarial foi proposto pelos deputados André Ceciliano do PT, e Luiz Paulo do Cidadania



Após um novo acordo costurado entre o governo e o presidente da Assembleia Legislativa do Rio, André Ceciliano (PT), a Casa aprovou, nesta tarde, um substitutivo do projeto que prevê recomposição salarial acumulada — com base no IPCA — entre setembro de 2017 e 31 de dezembro de 2021, com pagamento em três parcelas. O texto é autorizativo: apenas permite que o Executivo conceda o reajuste retroativo, além das reposições anuais a partir de 2022.

A proposta inclui ainda um dispositivo que desobriga o Estado do Rio a cumprir a medida “nas hipóteses de calamidade financeira declarada”. Assim, o governo poderá conceder a reposição de acordo com a sua disponibilidade e capacidade de caixa.

O texto estabelece as três parcelas do reajuste retroativo da seguinte forma: 50% do valor será paga no primeiro bimestre de 2022, mais 25% no primeiro bimestre de 2023, e o restante (25%) no primeiro bimestre de 2024.

De autoria de Ceciliano e Luiz Paulo (Cidadania) — e coautoria dos demais deputados —, o novo texto foi aprovado mediante a costura de um acordo entre o Legislativo e o Executivo que envolveu a retirada de emendas pelos parlamentares.

Segundo o presidente da Alerj, o projeto de lei alcança servidores públicos de todos os Poderes e órgãos autônomos do Estado do Rio.