quarta-feira, 8 de dezembro de 2021

Moradores do Grande Rio sofrem com alagamentos; chuva deve continuar nesta quarta

Entre os pontos onde mais choveu estão Itaguaí, com 138 mm, Queimados com 100 mm, e Belford Roxo com 92 mm. Cidade do Rio de Janeiro segue em estágio de mobilização.


A chuva forte que cai na Região Metropolitana do Rio de Janeiro desde o fim da manhã de terça-feira (7) provocou alagamentos em vários pontos como: Duque de Caxias, Japeri, Nova Iguaçu e Itaguaí. Em alguns lugares a água chegou na altura do joelho.

A cidade do Rio de Janeiro segue em estágio de mobilização na manhã desta quarta-feira (8) por causa da previsão de chuva fraca a moderada ao longo do dia, acompanhada de rajadas de vento moderado, segundo o Alerta Rio.
Não havia relatos de deslizamento e desmoronamento até as 7h desta quarta. Os serviços essenciais como trens, metrô e barcas funcionavam normalmente no começo da manhã.

A chuva também causou problemas no Rio de Janeiro. Em Guaratiba, a Avenida Campo Mourão registrou pontos de alagamento.

A Estrada do Itanhangá, altura da Muzema, tinha bolsões d’água no começo da manhã.


Em Duque de Caxias, a Rua Doutor Manoel Teles, no Centro, ficou alagada. Na Vila Operária e na Vila Ideal, apenas ônibus e caminhões conseguiam passar. Na Rua Telaviv, no bairro Pilar, a água batia na altura dos joelhos.
Em Nova Iguaçu, ruas ficaram alagadas e os carro tiveram dificuldade para passar.
Em Seropédica, perto do centro, a água voltou pelos bueiros e vários pontos da cidade também ficaram alagados.


Chuva em estação

Em Japeri, os passageiros tiveram que usar guarda-chuva dentro da estação de trem.


Em Itaguaí, a água invadiu casas e deixou muita gente no prejuízo. Moradores afirmam que os bairros mais afetados foram Engenho, Vila Margarida, Brisamar e Leandro.
No bairro Califórnia, o esgoto voltou pelos ralos e pelo vaso sanitário em um condomínio na Rua São Francisco.


Chuva segue nesta quarta

Entre os pontos onde mais choveu no Grande Rio estão Itaguaí, com 138 mm, Queimados com 100 mm, e Belford Roxo com 92 mm.
O sistema de alta pressão, segue jogando umidade para o Rio e ainda tem os ventos causados pelo ciclone. A instabilidade segue sendo jogada para o estado.
Um reforço de umidade que vem dos ventos frios e úmidos do mar vai trazer mais chuva para a Região Metropolitana e Angra dos Reis nesta quarta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário